Colégio Objetivo Jaguaré - Logo Oficial Versão 1 (negativo).png

Até quando as crianças devem acreditar no coelhinho da Páscoa?



Participar do universo fantasioso dos pequenos e pequenas é mesmo uma delícia! Nesse sentido, a Páscoa pode ser um momento bastante especial para estimular o pensamento inventivo das crianças. Afinal, as idealizações que permeiam as datas comemorativas são importantes para seu desenvolvimento cognitivo e também emocional. A importância da fantasia para as crianças.


Quando as crianças têm a possibilidade de expressar suas fantasias através da imaginação, seus limites são ultrapassados. Afinal, por meio das brincadeiras de faz de conta, os pequenos e pequenas vivenciam infinitas possibilidades de ser! Por isso, quando representam seu imaginário no mundo real, as crianças expandem suas capacidades e exercitam habilidades importantes.


Até quando as crianças devem acreditar no Coelhinho da Páscoa?


A partir de certa idade, geralmente aos sete ou oito anos de idade, é natural que as crianças passem a se dar conta das diferenças entre o mundo real e o fictício. Por conta disso, os questionamentos em torno dos simbolismos culturais, como o Coelhinho da Páscoa, também começam a surgir.


Quando isso acontecer, conversar de forma honesta e sincera, sobre essa nova percepção. Afinal, negar a realidade e continuar a estimular a fantasia, nessa altura do desenvolvimento infantil, já não é uma opção. Ao mesmo tempo, os adultos não devem romper com os simbolismos de forma abrupta e precipitada. É sugerido respeitar o tempo da criança, bem como o tempo das suas próprias descobertas. Por isso, que tal fazer perguntas que estimulem seu raciocínio lógico e permitir que as crianças realizem suas investigações?


Ana Merici

Psicóloga e Pedagoga

3 views0 comments

Recent Posts

See All